h1

5 confissões avassaladoras de mulheres desinibidas

29 de Junho de 2010

 

Foi-se o tempo que satisfação sexual era mérito somente deles. Hoje, a mulher conquista cada vez mais seu espaço e comanda, muitas vezes, a realização de fantasias pra lá de sedutoras. Mais observadoras e exigentes, na maioria das vezes parte da mulher a intenção de renovar-se no plano do sexo.  “No início da paixão fazemos 1002 exceções no ritmo de nossas vidas no intuito de agradar e atrair a outra pessoa. É um tal de se produzir no capricho, de conversar com bom humor, de ser bom ouvinte, etc… Depois de um tempo de convivência, cada um tende a voltar ao seu andamento normal, porém, com um ‘novo anexo’. Muitas vezes, é nesta fase que começam as críticas e reclamações”, explica a psicóloga e Coach de relacionamento Cássia Aparecida Franco.

Foi assim, através de muitas conversas que Márcia* realizou a fantasia de transar com dois homens, sendo um deles, seu marido. “Tudo começou como uma grande brincadeira. Estávamos em um motel e no filme pornô que assistíamos, uma mulher fazia sexo com dois homens. Meu marido entrou no clima e começou a me perguntar se eu queria fazer aquilo”, conta. A secretária confessa que a história começou meses antes de realizarem mesmo a fantasia. “Inúmeras vezes nós nos excitamos e usamos a imaginação antes de concretizar o ato em si. Combinamos os detalhes e contratamos um garoto de programa por um site, que eu mesma escolhi. Posso dizer que esse é um prazer incontrolável: ser desejada por dois homens ao mesmo tempo. Foi maravilhoso e marcante para os dois”, revela.

Transar a três não é um fetiche só masculino, mas sem dúvida, o maior para os homens é o sonho de transar com duas mulheres. É o que todo homem imagina como fantasia perfeita a ser realizada um dia. Para esquentar o casamento de mais de quinze anos, Sabrina*, uma morena auxiliar administrativa, resolveu atender ao desejo do companheiro. “De certa maneira ele brinca dizendo que sou a melhor mulher do mundo e que arrumei um jeito de assegurar sua fidelidade, afinal, se ele tiver vontade de estar com outra mulher, diz que vai chegar e me falar”, explica a carioca. Ela diz que eles só fizeram isso uma vez e nunca mais esquecer a cara de felicidade do parceiro. “Foi muito bom para nós dois. Contratamos uma profissional do sexo, bebemos champagne e nos entregamos a valer. Acho que uma fantasia só vale a pena quando é vivida assim, senão, não vale”, ensina.

Depois de perceber o quão visual era seu homem, Catarina* resolveu agir. “Ele vivia espiando sites em que garotas faziam shows online e eu resolvi bancar uma stripper. Esperei uma viagem dele a trabalho, fui a um sexshop e comprei lingerie completa e brinquedinhos…  Me hospedei em um motel, me preparei toda (make, cabelo, joias, lingerie e salto) e liguei o note. Conectamos e foi a primeira vez que fizemos sexo virtual. Ele nunca tinha me visto usando um vibrador. Ficou maluco mas estava a mais de três mil quilômetros de distância… Teve que entrar no clima e amou a performance. O melhor foi ele adiantar a volta para me ver logo”, diverte-se. Ela confessa que o namorado tinha certo receio de usar vibradores e ela o convenceu dessa maneira, fazendo-lhe uma surpresa à distância.

Mas há quem goste de não disfarçar e sim, viver o frenesi intensamente. “Eu sempre sentia tesão por policiais afinal, homens imponentes e armados representavam uma força masculina que me enfeitiçava. Até que namorei um. Então combinamos que ele iria me salvar de um seqüestro. Eu fiz direitinho o papel da ‘Patricinha’, com medo e acuada, e ele o de herói. Foi inesquecível transar com ele vestindo uma roupa toda preta e com a arma perto…”, fala Juliana*, uma jovem solteira de 28 anos que mora em São Paulo. 

Já para Adriane*, interpretar o papel de prostituta e servir ao noivo durante uma hora de sexo em que ele mandava foi uma fantasia que uniu os dois em puro êxtase. “Combinamos o local em que ele ia me pegar (na rua mesmo, na esquina de casa para não ficar perigoso). Entrei no carro e já vi os olhos dele brilhando… Me produzi completamente, até usei peruca e meia arrastão. Fomos para um motel e fizemos sexo como nunca antes. E ainda fiz questão que ele me pagasse no final, indo embora de táxi. Cheguei antes em casa, botei o pijama e o esperei como a donzela com quem ele vai se casar um dia. Ele pirou”, ri. A analista de sistemas diz que essa noite mudou a vida sexual dos dois para sempre. “Ele percebeu que pode ter diversas mulheres diferentes em uma só”.

Tem gosto, sexo e cor pra tudo. Tem gente que se excita apanhando, outros se aquecem dando tapinhas no bumbum… Alguns adoram ser amarrados… Já existem aqueles que amam comandar… Diálogo entre o casal, informação e bom senso, nunca é demais.

Uma noite de prazer intenso como essa exige alguns cuidados por parte do casal. Conversar combinando tudo antes (logística mesmo de como será feito e o que agrada ao outro) e, principalmente, criar um senha de segurança exclusiva dos dois é imprescindível. Escolham uma palavra nada a ver como ‘amora’ para falarem ao outro quando se sentirem agredidos, machucados ou tenham qualquer outro mal estar no meio da fantasia. Assim, por mais que a imaginação os leve, a segurança, o amor e o respeito vão prevalecer.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: